Pasus, Rioja 2001, Honório Rubio. O vinho da saudade.

Comprei este Rioja em uma pequena loja em Pinheiros e não me decepcionei nem um pouco. O vinho é muito bom. Ele foi feito com 85% Tempranillo , 10% Garnacha e 5% Mazoelo. Estagiou por 36 meses em barricas de carvalho francês e mais 20 meses na garrafa antes da comercialização. Resultou em um vinho de cor rubi escura, quase negra, com aroma defumado de carvalho tostado, na boca um vinho com sabores de especiarias e ameixa negra, final com taninos vivos e muito gostoso. Um espanhol muito bem produzido.

Este vinho está marcando a minha segunda tentativa de retorno a produção desse Blog. Para mim os dias tem sido muito difíceis. Eu ainda não registrei isso no NOSSO VINHO, mas há 17 dias perdi o amor da minha vida a Iasmin, minha esposa. É difícil articular o meu estado de espírito com a escrita do NOSSO VINHO, afinal, escrever sobre vinho sempre foi uma atividade de muita alegria, sentimento que estou tendo enorme dificuldade de encontrar. Não vou escrever mais sobre a Iasmin aqui, porque não cabe, porque precisaria de outro blog para escrever tudo o que penso e sinto por esta mulher tão especial com quem tive a felicidade de viver por 25 anos. Bem amigo, desculpe por desabafar, mas se eu não escrevesse sobre isso, não poderia continuar. Escolhi uma música que ela adorava para acompanhar o nosso Rioja de hoje. A letra tem muito significado.


Comments

Facebook Comments

Powered by Facebook Comments

Paulo Queiroz November 15th, 2010 9 Comments Espanha / Tinto / Todos
  1. peter wolffenbuttel

    Ei Paulão vamos lá já disse em e-mail anterior, sei o que estás sentindo já vivi isto na pele, mas reiniciar sempre é a melhor opção. Algo como reapreender a andar, falar, amar, sentir, enfim, mesmo triste reinicia o teu blog e segue visitando outros que gostas, só assim sairás desta.

    Um grande abraço Peter

    November 16th, 2010 // Reply
  2. Manuk

    Peter

    Tens o dom da palavra. Abs

    November 17th, 2010 // Reply
  3. Paulo Dancieri

    Paulo, meus sentimentos… Muita força para voce neste momento de dor… E obrigado pela coragem em continuar nos brindando com este magnifico blog mesmo nesta fase tao dolorosa..Um abraço e fique com Deus

    November 17th, 2010 // Reply
  4. peter wolffenbü

    Obrigado Manuk. im de ano inicio do outro irei a São PAulo aí conhecerei pessoalmente todos vocês. Um grande abraço PEter

    November 18th, 2010 // Reply
  5. Eduardo

    Olá Paulo,

    Não poderia deixar de expressar meus sentimentos. Não há muito o que falar em uma hora como essas, mas espero que Deus lhe ajude a superar, se possível, essa perda tão dolorosa.

    Um grande abraço!
    Eduardo

    November 21st, 2010 // Reply
  6. Lauro Cesar

    Paulo, meus sinceros sentimentos. Abrace o tema do vinho, que você tanto ama, isto lhe dará forças. Sairás deste momento, com certeza. A dor será eterna, mas a magia da vida fará que com o tempo esta dor se esconda no fundo do seu coração, dando passagem para você poder seguir em frente. Você voltará a ser feliz, uma felicidade um pouco doída, mas igualmente muito boa de ser vivida, numa magia que só pode ser explicada se aceitarmos que um poder superior atua sobre nossos destinos. Abraço.

    Lauro

    December 14th, 2010 // Reply

Add your comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Os melhores vinhos na opinião dos amigos

Archives

Manifesto do Blog

NOSSO VINHO foi fundado em outubro de 2008. Este é um lugar de diversão e cultura sobre o mundo do vinho. Nada aqui é comercial. Não aceitamos propaganda. Não participamos de degustações com fins comerciais. Não falamos mal de nenhum vinho, pois não perdemos tempo com vinho ruim. Por tratar de uma bebida alcóolica, esse blog dirige-se a maiores de 18 anos. Se beber não dirija.

© 2013 NOSSO VINHO
Powered by WordPress, Endless & Sneek

Agradecimento especial a Denis Gustavo Alves dos Reis Santos.